O que é o Refinanciamento e Como Funciona? (foto: internet)

O que é o Refinanciamento e Como Funciona?

Muitos brasileiros tem o costume de deixar as suas dívidas no cartão de crédito, no empréstimo pessoal ou no cheque especial. Essas linhas que o mercado oferece acabam contando com taxas de juro que são muito altas, o que não ajuda na hora de superar o endividamento. Uma alternativa que pode ser procurada é o refinanciamento.

Como a maioria das ofertas para trabalhar com dívidas oferecem grandes taxas de juro, algumas pessoas depois de procurarem essas alternativas acabam contraindo mais dívidas. Para conseguir dar fim a esse problema, o refinanciamento tem sido uma opção para resolver os problemas financeiros.

O que é o Refinanciamento e Como Funciona? (foto: internet)
O que é o Refinanciamento e Como Funciona? (foto: internet)

O que é o refinanciamento?

O refinanciamento já pode ser considerado uma ótima solução para quem quer acabar com as suas dívidas. Ao escolher essa modalidade de crédito, a pessoa precisa verificar se é realmente a opção mais vantajosa do que outras, pois mesmo contando com taxas menores de juros também tem outras coisas a serem consideradas.

Para realizar um refinanciamento é preciso já ter um financiamento e que ele apresenta juros muito altos, considerando a opção nova como uma alternativa para ter parcelas menores para ficar dentro do orçamento. O refinanciamento é uma boa alternativa para quem quer voltar a ter saúde financeira.

O financiamento é algo que libera recursos financeiros para a compra de algo específico, como é o caso de automóveis os imóveis. Depois que o financiamento é realizado, o refinanciamento pode ser uma alternativa para contratar uma nova forma de pagar juros menos altos e se adequar ao orçamento.

Quando realizar um refinanciamento?

Uma dívida sendo trocada por outra mais em conta é sempre uma opção, ainda mais com taxas menores. Caso o seu cartão de crédito esteja te enrolando com muitas dívidas, procurar um empréstimo que vá ter prestações que estão dentro do seu orçamento e com juros baixos já ajuda bastante.

O refinanciamento é uma opção a ser considerada quando a pessoa já realizou um empréstimo que já tenha taxas prefixadas. Já que a taxa Selic passa por variações, os juros podem ficar menores do que quando acordados no contrato. Nesse caso, é possível que haja taxas prefixadas que sejam menores ou até mesmo seja hora de trocar por uma pós-fixada.

Para conseguir realizar o refinanciamento é preciso realizar uma pesquisa sobre quais instituições oferece esse tipo de modalidade. É possível escolher através da mesma empresa feita anteriormente, o que certamente vai poupar tempo, já que o processo costuma ser mais rápido.

Se for escolhida outra empresa, é possível fazer a portabilidade de crédito. É um pouco mais complicado, mas a instituição financeira vai se responsabilizar pela burocracia. Assim, é papel do cliente apenas solicitar o boleto para que consiga quitar o saldo que ficou devendo.

O melhor jeito é conseguir escolher aquela modalidade que vai contar com os menores juros, conseguindo ter uma opção vantajosa para sair das dívidas e recuperar um pouco de saúde financeira. Depois de todo aperto, é importante procurar ajeitar o orçamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *